Páginas

Resenha: Cidades de Papel - John Green

Ficha Técnica
Autora: John Green
Páginas: 366
Editora: Intrínseca
Ano: 2013


Sinopse: Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que, certa noite, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola e então descobre que Margo desapareceu. No entanto, ele logo encontra pistas e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava conhecer.


Esse é meu primeiro contato com o autor, não li A Culpa é das Estrelas, ainda. Não tive coragem de ler, chorei o suficiente no filme e por enquanto vou prolongar essa leitura ao máximo. Tenho certeza que acertei em começar por Cidades de Papel. O John Green é incrível, sua escrita é maravilhosa e o livro me prendeu do começo ao fim. Me divertir horrores e ainda mergulhei de cabeça, a procura de Margo Roth Spiegelman.

Quentin e Margo são vizinho e amigos de infância. Eles eram bastante próximos, mas as coisas foram mudando, a Margo foi se tornando a garota mais popular do colégio e o Quentin, (mais conhecido  como "Q") se tornou um garoto normal e andava com seus amigos nerds, Ben e Radar. Eles eram alvos dos populares da escola, Margo tentava amenizar as coisas pro lado de Q e as brincadeiras constantes diminuíram. De repente, numa certa noite, Margo pula a janela e invade o quarto de Q, convocando-o para uma missão. Ela descobriu a traição do namorado e tinha uma lista com 11 itens para fazer naquela madrugada. Ela tinha armado uma vingança e exigia a ajuda dele. Quentin ficou em cima do muro mais acabou concordando. A principio ela não disse o que tinha na lista e como era o plano de vingança, aos poucos ele foi descobrindo e se arrependendo. 

"Eu escolhi vir com você. E você me escolheu. É como uma promessa. Pelo menos esta noite. Na saúde e na doença. Na alegria e na tristeza. Na riqueza e na pobreza. Até que o sol nos separe."

Quentin tinha certeza que depois daquela madrugada, louca e cheia de aventuras com Margo, sua vida nunca mais seria a mesma. No dia seguinte ele acredita que, tudo voltaria a ser como antes, esse tempo distantes seria passado e agora ele e Margo seriam amigos, passando a conviver juntos. Mas não é isso o que acontece. Margo Roth Spiegelman está desaparecida. Faltando apenas 23 dias da colação grau no colégio. Os pais dela chamam a policia, só que não se tem muito o que fazer, ela já tem 18 anos, tem que esperar ela cansar e voltar para casa. Para os pais era só uma das muitas tentativas de Margo de chamar atenção, mas Quentin não vê assim. Ele se recusa a acreditar e aos poucos descobre que ela deixou pistas para trás, seria um caminho para encontrá-la? 

Com a ajuda dos seus amigos, Ben, Radar e Lacey, Quentin embarca numa aventura para encontrar Margo. Por ser a última pessoa a estar com ela, Quentin sentia-se na obrigação de encontrar Margo. Ele fica obcecado por ela, vasculha o quarto dela, lugares que poderiam levar até ela, passou a se perguntar se ela estaria viva ou morta. Onde Margo estava?

"Ela não morreu. Ela é uma diva. Só quer chamar atenção."

"Tudo é tão falso e frágil. Acho que ela simplesmente queria umas férias disso tudo." 

A narrativa do livro é viciante, com doses de humor e uma pitada de suspense. O autor faz uma crítica bastante forte a sociedade. Comparativos que, de fato, nos leva a refletir e repensar o valor das coisas, tudo isso de forma leve e fácil de compreender. Mais onde está Margo e o que é Cidades de Papel? Tentei descobrir e tracei um plano, errei feio. O final foi diferente, ousado e nem um pouco clichê. Não agradou muito, acho que por isso mudaram o final na adaptação para o cinema. No final de tudo odiei menos e entendi melhor a Margo e fiquei satisfeita com o desfecho. 

Cintia Milanez 

30 comentários

  1. Olá ...
    Adoro os livros de John Green ...
    Li "Cidades de papel " no ano passado e lembro que gostei muito , mas, mesmo assim prefiro ACEDE :)

    HTTP://COISASDEDIANE.BLOGSPOT.COM.BR/

    ResponderExcluir
  2. Eu li "A Culpa é das Estrelas" e achei um livro bem juvenil, mas apesar disso, foi um livro bem gostoso de ler. No entanto, pelo fato de ter tido essa visão de ACEDE, eu fico um pouco receosa de ler outros livros do autor, apesar de ter curiosidade.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Cintia! Tudo bem? Já li Cidades de Papel e até que gostei do livro. Tipo, ele é o livro do John que eu menos gosto, mas é legalzinho! rs Adorei a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Preciso ler esse antes de assistir o filme... ótima resenha :)
    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  5. Oi flor.
    Eu li penas um livro do John que foi 'Quem é Você, Alasca?' e me decepcionei profundamente. Apesar desse livro estar na minha lista de leitura eu ainda estou passando com um problema com o autor HAHA

    Milhoes de Beijos!

    Marina Lima.
    Meu Doce Apartamento | Literatura, Culinária, Caseirices & muito amor ♥

    ResponderExcluir
  6. Esse livro do JG ainda não tive a oportunidade de ler. Mais sendo de quem é acredito mesmo que a narrativa seja bem fluida e que o autor se utilize de elementos que meio que nos mostre uma critica, mesmo que não seja tão pesada, da sociedade em que vivemos. Enfim, espero ler esse livro logo. Devo gostar da leitura.

    beijos
    Vento Literário / No Facebook

    ResponderExcluir
  7. Ainda nãoi li nada do autor. Pelo visto não irei ler tão cedo. Tenho tantos livros na frente que não tenho a ousadia de comprar mais nenhum. kkkkkkk Legal essa crítica...vou ler algum dia.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  8. Uma das coisas que eu mais gosto nos livros do John Green é o quanto ele foge dos clichês. Acho que muita gente implica com "Cidades de Papel" por causa do desfecho, mas eu particularmente gosto bastante. Curiosa para ver o filme (sei que vários detalhes, não só o final, foram diferentes).
    Que bom que seu primeiro contato com o autor foi positivo, apesar de vc não ter gostado tanto do final.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei do final! O que me irritou foi a Margo, mais no final eu entendi melhor a personagem.

      Excluir
  9. Li Cidades de Papel recentemente e o livro acabou sendo uma surpresa boa, pois leva altas pedradas do povo dizendo que é lento e afins. Acho que quase tudo que a Margo falava era uma crítica a sociedade, e no caso uma bem bonita e bem pensada, e a parte da viagem dos nerds é bem legal! Pretendo ver o filme em breve e saber do que mudaram!

    Blog: Dei um Jeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me divertir bastante com a viagem dos nerds. O autor faz uma critica bem forte, gostei de ver isso presente no livro. Agora vejo Orlando com outros olhos!

      Excluir
  10. Oi!
    Ainda não li o livro mas tenho vontade pois vi muita gente dizendo que é bom e quero ver o filme, adorei a resenha, me animou mais.
    Abraço,
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir
  11. Oi, Cintia!
    Sério que mudaram o final no filme? Putz! Acho que irei ficar irritado.
    Gostei de "Cidades de Papel" também, e mais ainda da mensagem que o autor não se limitar ao compartilhar com seus leitores. A Margo é ótima. Ela só não é melhor que a Alasca (personagem de outro livro do autor).
    Fico feliz que a leitura tenha sido agradável para você.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério que você gostou da Margo? Ain.... Não gostei muito, mais no final ela me convenceu.

      Excluir
  12. Olá.
    Mudou o final do filme? eita.
    Bem, na verdade eu odiei o final do livro, talvez eu goste dessa adaptação. AUSHUAS

    http://blogexplicita.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi nenhuma mudança drástica... Eu adorei! :)

      Excluir
  13. Oi, Cintia! Ótima resenha! To querendo ler o livro antes de ver o filme, mas ta dificil kkkkk Não sei como é o final , mas nao curti ter mudado haha

    Bjs
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que se você gostar do livro, vai curtir o final do filme. Não foi nenhuma mudança drástica.

      Excluir
  14. Olá,
    Eu não me dou muito bem com os livros desse autor, não me dou bem com os rumos que ele dá para suas histórias, apesar de achar a escrita fluída. Mas esse livro me deixou curiosa.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Cintia!
    Altas doses de realidade nesse livro né?
    Postei hoje a resenha do filme no meu blog.
    Não é o meu favorito de John Green, mas é bem envolvente.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ao contrário eu já li a culpa é das estrelas já assisti o filme e não chorei nadinha com nenhum ha, ha. E cidades de papel eu fico meio com o pé atrás. Mas confesso que a sua resenha foi a mais animada que já vi do livro. E por isso estou começando a pensar em ler. Espero não não me decepcionar ha, ha. Pois quem é você Alasca, odiei.

    Inquietudes Secretas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Liiih você é GUERREIRA viu? HAHAHAHA
      Não chorou em A Culpa é das Estrelas? * palmas * Sou muito mole, sempre choro.

      Excluir
  17. Oi Cintia!
    Eu amei o livro e o filme A Culpa é das Estrelas, mas não li mais nada do autor. Queria ler esse livro antes de ver o filme, parece ser muito bom!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  18. Oi Cintia!
    Ainda não assisti ao filme, mas entre os livros, prefiro A Culpa é das Estrelas. Não gostei nenhum pouco da Margo e muito menos do final, além de ter achado o livro bem lento. Estou curiosa para saber qual foi o fim que deram ao filme.

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderExcluir
  19. Oi! Tudo bem, guria?

    Meus parabéns pela resenha. Ainda não li nada do Green e, ao contrário de você, nem ACEDE assisti ainda para ter uma ideia do que esperar. De qualquer forma, é bom saber que a história não é clichê e que a narrativa é viciante. Os trechos que destacou também são ótimos. Resumindo: mais um livro pra lista!

    Um beijo,
    Doce Sabor dos Livros docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oi Amada! Que resenha linda!!!!!! Sou fã do John Green ou como uma amiga minha chama, João Verde, hahahahahah, amo essa capa e to bem curiosa com esse enredo, gostei do que falou e pelo que disse vou adorar ele do começo ao fim mesmo, assim como amei as outras obras do autor que li!!!! São sempre emocionantes e especiais e fiquei curiosa com esse suspense e o fim! Ótima resenha! Beijos
    Paula Juliana
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2015/07/resenha-renascida-saga-acampamento.html

    ResponderExcluir
  21. Oi Cintia!
    Quero ver se vou ainda esta semana no cinema assistir ao filme, estou bem curiosa!
    Muito legal sua resenha!
    beijinhos
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
  22. Oi! Adorei a resenha mas confesso que não gostei do livro... Acho que peguei ressaca do John depois de "A Culpa é das Estrelas". Ah, mas gostei de "Deixe a Neve Cair" dele também!

    Beijão, Guta! ♥
    www.opinada.com

    ResponderExcluir
  23. Ainda não tive oportunidade de ler esse livro,
    mas quero ler antes de ver o filme

    Mil beijocas
    ⋙ ♥ Blog Livros com café

    ResponderExcluir
  24. Oie!
    Eu gostei mais do final no filme... mas a história em si, achei tão chata e massante quanto o livro.
    Realmente é um livro que não pretendo reler :(
    Beijos
    Dri
    http://livrosleituraseleitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou? Comenta!

 
Desenvolvido por Michelly Melo.