Páginas

Resenha: Quando eu era Joe - Keren David

Ficha Técnica:
ISBN:  8581633390
Editora:  Novo Conceito
Número de páginas: 320
Ano Edição: 2014




“Quando eu era Joe” é o primeiro livro de um série escrita por Keren David e que aborda temas como bullying e amadurecimento forçado. Ótimo livro, principalmente pra quem gosta de um estilo policial.

O livro conta a história de um garoto de 14 anos chamado Tyler Lewis, que vê sua vida virar de cabeça pra baixo no dia em que presencia um crime num parque de Londres, onde mora com sua mãe Nicki. Aconselhado por sua avó, a quem é bastante apegado, decide ir à delegacia e prestar depoimento como testemunha ocular do crime. O que ele não sabia, porém, é que no momento em que identificasse os envolvidos, estaria mexendo com uma grande gangue local, que agora o deseja morto. Tyler então é colocado junto com sua mãe,  sob os cuidados da polícia no programa de proteção à testemunha. Tendo que se mudar para um pequena cidade após ter sua casa em Londres atingida por uma bomba de gasolina, Tyler precisa mudar de identidade e fisionomia. Passando a se chamar Joe Andrews, ele descobre em pouco tempo, que ser Joe é ser uma pessoa muito mais interessante do que era Tyler.

Em Londres, estudando na escola St, Savior, Tyler era um menino tímido, ingênuo e quase invisível, que tinha como único amigo um garoto chamado Arron, que não era uma das companhias mais adequadas. Sob a identidade de Joe, Tyler descobre que na sua nova escola, ele é popular,faz sucesso com as garotas e se destaca no atletismo sendo treinado por Ellie,a estrela local. Ellie é uma cadeirante, assistente do professor de educação física do colégio e conhecida por suas corridas em cadeira de rodas. Joe é tudo que a polícia gostaria que Tyler não fosse: chamativo.

No decorrer do livro, outros personagens aparecem, incrementando a história e sempre jogando Ty/Joe para o centro das atenções, devido às confusões em que ele se mete. Viver uma nova vida, mentindo sobre tudo e sempre sob a pressão de estar ou não sendo perseguido faz com que o garoto se pergunte se algum dia voltará a ter um vida normal.

Apesar de todo drama e suspense, é um livro leve, que prende a atenção, nos faz refletir sobre as consequências dos nossos atos e nos deixa com a curiosidade atiçada para sua sequencia, “Quase Verdade”.

Bianca Pimentel

Bia, nova colunista do blog. JOE MAC GIRL, Backstreet fan and Galaxy Defender. Rubro negra, também é da Grifinória, adora Harry Potter e Jogos Vorazes. Sonha um dia ser Sra. MAC, nas horas vagas divide o amor entre Joey NKOTB, Livros e Tom Fletcher. Segue ai fia! @biancaprs

18 comentários

  1. É um livro leve? Eu confesso que imaginei que fosse mais dramão por conta da sinopse...enfim, tenho ele em casa e ainda não li. Quero ler logo.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/2014/03/jogos-vorazessuzanne-collins-por.html

    ResponderExcluir
  2. Sério que é leve? Quando vi esse livro entre os lançamentos da NC fiquei tão animada :(
    Achei que era daqueles dramas fortes que eu adoro hahuahuaha mas ainda estou com vontade! :D

    Beijinhos
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
  3. Ty é um personagem curioso, dá para ver que ele já tinha uma personalidade forte antes do crime, mas era abafado por seu amigo Arron e sua mãe. Mas como Joe ele passa a viver sem medo e ser dono do próprio nariz.
    A capa do livro é o que mais chama atenção inicialmente, ela tem cores chamativas e o sangue se sobressai, o que chama muita atenção. Gostei bastante do livro e estou muito animada com a ideia de se tratar de uma série.

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Achei interessante apesar de nesse momento não estar voltada para o gênero policial.

    www.corujicesnomundo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Estou com o livro na estante, mas não o li ainda e não sei quando vou ler \o
    Pelas criticas que vejo é um livro que vou gostar. Otima resenha
    Brubs
    contodeumlivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada,Brubs!
      Leia mesmo. É bem legal e garanto que você termina rapidinho ;)

      Excluir
  6. Oi! Menina, que resenha, hein? Amei! É a primeira que leio do livro e você conseguiu me passar uma impressão muito boa sobre a obra. Vai para a listinha de desejados!

    Um beijo!
    Doce Sabor dos Livros - Aguardo a sua visita! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada,Jeni! Que bom que gostou da resenha. Espero que goste do livro também quando vier a ler.
      Farei uma visitinha sim.
      Beijos

      Excluir
  7. O livro não me interessou.
    A capa é bonita e a história parece ser bacana, mas teve algo que não me interessou. Se eu visse em uma livraria, por exemplo, não iria comprar. Mas quem sabe se chegasse em minhas mãos.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tiver oportunidade,leia mesmo. Principalmente se gostar desse estilo de leitura. ;)

      Excluir
  8. Gostei demais da sua resenha, Bia! Com certeza quero ler o livro. O título é sugestivo, aprecio isso.
    Gosto muito de protagonistas adolescentes, nesse caso a idade do meu filho.
    São temas delicados e cada vez mais abordados em livros: a adolescência e suas dores.
    Boa indicação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada,Manu!
      É bom mesmo e o segundo tem tudo pra ser ainda melhor. E é legal também por mostrar vários tipos de adolescentes e os problemas pelos quais eles passam,dos mais simples no colégio até os mais sérios,como o exposto na sinopse do livro.
      Beijo

      Excluir
  9. Hey
    Também fiquei curiosa sobre o leve que você citou.
    Acho que essa trama escolar, deve ajudar o enredo a ser 'leve' HAHA

    Mas se tem suspense já é um bom motivo para me interessar.

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahah É leve por isso tbm,Nana.
      Além de mostrar um pouco desse universo de colégio,com aqueles adolescentes típicos(patricinhas,esportistas,nerds...), também é leve por ter um vocabulário simples que ajuda na leitura rápida.
      Mas não deixa de ter momentos de tensão. Achei bem legal mesmo.Tô ansiosa pelo próximo!
      Beijos

      Excluir
  10. Que massa Bia! Deu vontade de ler. Adorei tua resenha. Bjus

    ResponderExcluir
  11. mesmo não curtindo muito livros com esse gênero muito me agradou a forma como a proteção a testemunha e suas vertentes na vida de Joe!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou? Comenta!

 
Desenvolvido por Michelly Melo.