Páginas

Resenha: O Dia da Caça - James Patterson

Título: O Dia da Caça 
Autor: James Patterson 
Páginas: 212 
Ano: 2011 
Editora: Arqueiro - 
 Gentilmente cedido em Parceria com a Editora. 

Meu primeiro contato com o autor foi com a série "O Clube das Mulheres contra o crime". Pra falar a verdade nem comecei do inicio e sim a partir do 5° da série. Em nenhum momento atrapalhou a leitura, já que eu comecei pelo meio da história ( o bonde andando mesmo ;D ). Eu me apaixonei pela escrita do James e seus personagens e em poucos meses já tinha devorado todos eles. ( Até o momento 8°. este AINDA não li. #tempo ) Sempre ouvia as pessoas falando do autor e principalmente do seu personagem Alex Cross. Então vamos lá né? 

Sinopse: Alex Cross está diante do criminoso mais cruel que já enfrentou Quando o detetive Alex Cross é chamado para investigar um caso de assassinato, depara-se com a cena de crime mais terrível que já viu em toda a sua carreira: uma família inteira foi morta dentro de casa. Tudo fica ainda mais chocante quando ele descobre que uma das vítimas é Ellie Cox, sua ex-namorada dos tempos de faculdade. Furioso, Cross decide pegar o assassino a qualquer custo Logo depois outro crime acontece, novamente envolvendo uma família inteira, só que dessa vez alguns membros dela estavam nos Estados Unidos e outros, na África. A investigação leva a crer que o assassino, conhecido apenas como Tiger, viajou para a Nigéria. Sem hesitar, Cross vai atrás dele. O detetive entra numa caçada implacável, numa terra sem lei Ao chegar lá, Cross se vê diante de um terrível cenário de miséria, violência e guerra civil iminente. Sem nenhuma ajuda, ele se envolve numa luta contra a corrupção e contra uma conspiração que parece não ter fronteiras, que pode pôr em risco sua vida e a de todas as pessoas que ele ama.

É preciso estar preparado para a descrição de cenas fortes, com bastante sangue, estupros, torturas, fome, miséria e crimes bárbaros que o autor descreve ao longo do livro. O autor passa a realidade que famílias da Africa passam e que a mídia tenta amenizar ou simplesmente ignorar. Tomei um susto logo nos primeiros capítulos. Nada que me venha a pensar em abandonar o livro, pelo contrário ao mesmo tempo fica a sensação de querer saber o que aconteceu até o último minuto com os personagens. Tudo começa quando o detetive Alex Cross é chamado para ajudar na investigação de um caso de assassinato de toda uma família e fica impressionado com a cena do crime. Muito sangue, vandalismo, violência desnecessária e um comportamento estranho assassinos que deixam suas impressões digitais por toda parte e parecem não temer a justiça. Cross só consegue ficar confuso e assombrado com uma cena de crime tão sem sentido. No entanto, ele conhece uma das vítimas Ellie Cox, uma ex-namorada da época em que cursavam a universidade, mãe e esposa da família assassinada, uma pessoa que ele confiava muito e que tinha muito carinho. O caso estava longe de ser solucionado o detetive Cross, se depara com mais assassinatos de famílias inteiras passou a ocorrer tanto em Washington como na África. Teriam eles alguma relação com o assassinato da família Cox? Porque Ellie estava envolvida nisso tudo? Essas perguntas assombravam o detetive e ele por conta própria decide ir até a Africa afim de procurar respostas. 

Começa então uma caçada arriscada, onde o detetive terá de se deparar com um país prestes a entrar em uma guerra civil, onde as leis são aplicadas aqueles que tem mais dinheiro, em cada esquina há pessoas de todos os tipos, vigaristas, assassinos, comerciantes, cada um com um preço diferente. Era assim que as coisas funcionavam na África e Cross aprendeu da pior forma. Comendo praticamente o Pão que Jesus distribuiu na Santa Ceia. Mais do que atrás de um assassino, ele se depara com a existência de uma conspiração silenciosa, para a qual parece não haver aliados com quem contar - todos são suspeitos até que se prove o contrário.

Os acontecimentos acontecem muito rápido no livro, algumas situações não foram bem explicadas e o desfecho de alguns personagens ficaram sem nexo, esperava que o autor explorasse mais outros personagens, após tanta expectativa ao longo das dificuldades enfrentadas pelo personagem principal,  os capítulos do livro são curtos assim como os outros livros do James mais em relação a esse livro fiquei com a sessação de "falta algo aqui... ali.. mais... ali..." esperava um mais, bem mais. O Vilão? é só mais um vilão, mais sanguinário que os outros porém mais um vilão que só tem 3 ou 4 falas no livro. Outro lado negativo é que sinto que perdi algo sobre a historia por trás do personagem e sua fama. Sabe quando contam uma piada e você fica sobrando? ou você perdeu alguma parte do filme/livro/série/ e você não sabe o que aconteceu? Bem isso. Alguns diálogos que falam do passado do detetive e outros casos que ele solucionou e você fica e agora? 

O livro é bom, um bom suspense, que envolve o leitor em sua trama, mas que não entra para a minha lista de favoritos. não é nem de longe um dos melhores do autor e ainda bem que meu primeiro contato com James Patterson não foi esse porque de outra forma eu não arriscaria a ler outro livro dele. Quero sim ler mais uma história do detetive Alex Cross ( só depois de ler 8° do Clube das mulheres contra o crime #porquenãosouobrigada ) porém confesso que sem muita empolgação. Apenas para apreciar uma boa leitura e um bom suspense até que Alex Cross me mostre o que ele tem de melhor. 




8 comentários

  1. Que pena que não gostou tanto.
    Eu nunca tive nenhum interesse sobrenatural por Patterson, então ainda não tive verdadeira oportunidade de ler uma de suas obras.

    Abraços

    Mariana Borges
    Tijolinhos de Papel

    ResponderExcluir
  2. Este livro é bom mesmo, mas o problema com ele é que ele pinga sangue né, isto foi o que incomodou na leitura, normalmente eu gosto dos livros do autor.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Cintia! Ainda não li esse livro do JP, até agora só li dele 'private' e confesso que achei um pouco fraquinho. Não é que eu não tenha gostado, mas esperava um pouco mais devido a fama que ele tem. Mas vou ler outros dele e ver o que eu acho. Abração e valeu pelo comentário lá no blog.

    www.cabanadoslivros.com.br

    ResponderExcluir
  4. Hey
    Ah eu cheguei a ler a série do Clube tb, mas foi um livro só e até gostei!
    Essa do Alex, eu só vi um filme..
    E pretendo ler os livros, só de ler a resenha fiquei empolgada, adoro suspense/policiais

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nenhum livro desse autor, mas fiquei bastante interessada pela história. Espero ler (e gostar) em breve!

    ResponderExcluir
  6. Tenho muita vontade de ler esse livro!
    Ótima resenha.

    Abs.

    ResponderExcluir
  7. Eu simplesmente AMEI esse livro, TODOS os livros do autor são ótimos, dificil é escolher o melhor.

    ResponderExcluir
  8. Alex Cross... é um ótimo personagem! Mais ainda prefiro o clube das mulheres contra o crime. Estou lendo Bruxos e Bruxas já conhece? já leu?

    Bjus.

    ResponderExcluir

Gostou? Comenta!

 
Desenvolvido por Michelly Melo.