Páginas

Resenha: A Jornada


Editora: Novo Conceito                                                              ISBN9788563219534
Páginas: 200
Ano2011
Edição01





Sinopse: Grandes coisas estão prestes a acontecer na casa dos Maple. A mãe vai ter um bebê,o que significa que agora haverá quatro irmãs Rittle em vez de apenas três. Mas quando a bebê Lily nasce prematura e não pode vir do hospital para casa, Maplesabe vai até ela para salvar sua irmã. Então, ela e Dawn, armada com um mapa e alguns restos do jantar, descem rio abaixo e atravessam uma montanha para encontrar a mulher sábia que pode conceder milagres. Agora é não apenas a sobrevivência de Lily que eles têm que se preocupar, mas também a sua própria. Os perigos que Maple e Dawn encontram em sua jornada as fazem perceber uma ou duas coisas sobre milagres - e sobre elas mesmas. 
As 3 irmãs Rittle estão juntas na varanda, em companhia do pai quando escutam o grito da mãe vindo lá da sala. Entram correndo e descobrem que a mãe, que está grávida, precisa ser levada urgentemente ao hospital pois a criança irá nascer. Sem serem avisadas de muita coisa, BeetleMaple e Dawn ficam aos cuidados da avó, enquanto sua irmã prematura tenta sobreviver na UTI do hospital. É então que Maple tem uma ideia. Sair em busca da Mulher Sábia da Montanha e tentar conseguir um pouquinho da água que escorre pela pedra. Uma água que dizem ser milagrosa. As duas irmãs mais velhas então embarcam nessa jornada, só que desconhecem os perigos da floresta lá fora.
Então agora a aventura vai começar, as duas partem num barco pelo rio, com o cão Xereta, além do rio elas vão enfrentar animais selvagenscaçadores e alguns ferimentos. Achei muito bonita a história das borboletas monarcas e a ligação que a autora fez entre elas e as irmãs Rittle. Em vários momentos eu tentei enxergar as meninas como mais crescidas para poder aproveitar as cenas de ação, que levam enorme tensão ao leitor, eu garanto! A Jornada tem uma capa linda, isso é indiscutível. 
A borboleta monarca é uma peça-chave na história. Sobre a diagramação, acho que nesse quesito a Novo Conceito sempre arrasa, a desse livro é muito boa mais pra min nenhuma barra a diagramação de Beijada por um Anjo. Folhas amareladas, letras em tamanho médio e uma narrativa em primeira pessoa. A história como um todo, poderia ter levado uma classificação melhor, mas por ser narrada por uma criança, foi difícil não achar algumas situações infantis demais ou completamente surreais. Porém, não deixarei de recomendar, pois é uma leitura divertida!

Xintia Milanêz


3 comentários

Gostou? Comenta!

 
Desenvolvido por Michelly Melo.